fbpx

Interesse por portugueses em notícias diminui

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Em 2022, a população portuguesa revelou um amento do desinteresse sobre conteúdos noticiosos em comparação ao registado no ano anterior.

De acordo Reuters Digital News Report, em 2022, 51,1% dos inquiridos afirmaram ter interesse sobre os conteúdos que estão inscritos nas notícias, percentagem esta que ficou bastante abaixo dos 68,6% registados no ano de 2021. Assim, foi possível apurar uma quebra de 17,5 pontos percentuais de um ano para o outro.

De realçar que o estudo se realizou num período anterior à invasão da Ucrânia pela Rússia, mais concretamente entre 14 de janeiro e 10 de fevereiro, pelo que não engloba os seus efeitos consequentes.

Acredita-se que a origem do decréscimo referido poderá estar relacionada com o excesso de notícias divulgadas em torno de dois temas centrais: a evolução pandémica e as eleições legislativas de 2022.

Para além disso, é importante perceber qual o grupo da sociedade que mais contribuiu para este desfecho. De acordo com o estudo efetuado, a tendência de decréscimo é transversal a toda a comunidade portuguesa, contudo as quebras mais significativas registaram-se nas classes com rendimentos mais baixos e com níveis de escolaridade também mais baixos.

Cerca de sete em cada dez portugueses com rendimento alto, ou seja, 68,3% dos inquiridos afirmam ser pessoas interessadas por notícias. Em contrapartida, apenas quatro em cada dez portugueses com baixo rendimento, isto é, 41,9% dos inquiridos revelam ter interesse pelo conteúdo noticiário.

No que diz respeito à escolaridade dos inquiridos, verificou-se 66,3% dos portugueses com elevados níveis de escolaridade interessam-se por este meio de comunicação, mas apenas 41,1% dos portugueses com baixos níveis de escolaridade é que demonstram interesse sobre notícias.

No entanto, é de destacar o facto dos portugueses serem uma população que confia nas notícias que são apresentadas ocupando o segundo lugar dos países que mais confiam nas suas notícias num ranking de 46 países inquiridos, com 61% a demonstrar a sua confiança nas notícias. Deste modo, Portugal fica 19 pontos percentuais acima da média global de 42%.

Adicionalmente, o estudo também afirma que RTP, SIC, Jornal de Notícias, RFM, Rádio Comercial, Expresso, Público, TSF e RDP Antena 1 são as 9 marcas em que os portugueses mais confiam num total de 15 marcas disponibilizadas.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 23,961.42
$ 23,961.42
0.61%
ethereumEthereum
$ 1,880.53
$ 1,880.53
1.49%
xrpXRP
$ 0.377149
$ 0.377149
0.23%
cardanoCardano
$ 0.564351
$ 0.564351
1.56%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img