Impactos da guerra Rússia x Ucrânia em Portugal

0
140
⏱️ Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Através do processo de globalização no século XX, as economias dos países estão intrinsecamente conectadas. Devido a este fator, os conflitos entre Rússia e Ucrânia estão a impactar as economias dos países, principalmente a economia europeia, visto que o continente depende muito das exportações russas de energia elétrica, gás natural e petróleo.

Apesar de Portugal não ser tão dependente do gás natural russo, visto que possuem outros parceiros comerciais, 50% da energia utilizada pelos alemães consiste do gás natural proveniente da Rússia, e como a Alemanha é a principal economia europeia, este fator vai interferir nos países europeus. Sendo assim, a economia portuguesa tem sido abalada direta e indiretamente.  

De acordo com o Comtrade, as exportações de Portugal para a Rússia em 2020 consistiam em Produtos Agrícolas (17,4% do total), a Madeira e Cortiça (17,2% do total), os Produtos Alimentares (15,7% do total), as Máquinas e Aparelhos (13,3% do total) e o Calçado (9,4% do total) e as importações de Portugal face a economia Russa foram Combustíveis Minerais (53,6% do total), os Produtos Químicos (14,7% do total), os Produtos Agrícolas (12,3% do total), os Metais Comuns (10,5% do total) e a Madeira e Cortiça (3,5% do total). 

Estes dados permitem analisar que as importações comerciais de Portugal com a economia russa partem, principalmente, de combustíveis minerais. Desta forma, a tendência é os preços de produtos aumentarem, visto que o aumento dos preços dos recursos energéticos acaba por gerar inflação, dado que aumenta os custos de produção de todas as indústrias, dos transportes, entre outros. A Rússia é um dos principais exportadores de trigo do mundo e, portanto, será possível prever um aumento nos preços de produtos finais derivados do trigo, como por exemplo o pão. 

Com os conflitos, as exportações russas diminuíram consideravelmente. Através das sanções aplicadas, o preço do petróleo alcançou números enormes, chegando a alcançar 139 dólares num dia, seguido por uma queda.  

O primeiro-ministro, António Costa, já anunciou uma subida do preço do gasóleo na próxima semana e tudo aponta que não possui período para equilibrar o preço, visto que não há previsão dos conflitos no leste europeu terem fim. 

A Alemanha é um parceiro comercial internacional extremamente importante para Portugal, visto que, de acordo com o Comtrade, é o terceiro cliente das exportações portuguesas e o segundo cliente das importações. Com a dependência da Alemanha face à Rússia, a economia alemã tende a cair consideravelmente. Assim, os produtos produzidos no país tendem a aumentar o preço, diminuindo a capacidade de exportações para outros países, uma vez que os produtos serão menos competitivos no mercado internacional. 

Portugal e Ucrânia não possuem inúmeras trocas comerciais, mas é um dos principais exportadores de produtos agrícolas da Europa. 68,7%  das importações de Portugal face à economia ucraniana foram de produtos agrícolas, sendo que é reconhecida como ”celeiro da Europa”, um dos principais exportadores de produto agrícolas da Europa, tendo um peso de 38,3% das exportações totais de sua economia em 2020, segundo o Comtrade. 

Através desses fatores, é possível observar a economia mundial sendo afetada, e Portugal, tanto direta, quanto indiretamente, será prejudicada. Apesar dos conflitos estarem a quilômetros de distância, a conexão entre as economias afeta o comércio internacional. Espera-se que a inflação atinja níveis acima da média para a Europa, que,  devido às consequências da pandemia, irá ser superior, interferindo no poder de compra dos consumidores e consequentemente na produção das nações e na qualidade de vida da população dos respetivos países pelo mundo. 

Autor: Kyle Carvalho

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui