Virgin Galactic: ações oscilam com o anúncio do próximo voo espacial

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Após um aumento inicial do preço das ações da Virgin Galactic ($SPCE) na passada sexta-feira, dia 2 de julho, estas acabaram por recuar e perder o momentum no mesmo dia. Tal ocorreu depois da empresa ter anunciado que o próximo voo espacial que irá realizar, transportará Richard Branson, fundador da Virgin Galactic. Esta viagem realizar-se-á este domingo, dia 11 de julho, com descolagem no Novo México e onde Branson será acompanhado por três funcionários da empresa e dois pilotos. 

Com o sucesso desta viagem, Branson fica um passo à frente do seu concorrente Jeff Bezos, uma vez que o antigo CEO da Amazon anunciou no mês passado que o seu primeiro voo espacial irá decorrer no dia 20 de julho.

As ações da Virgin Galactic terminaram o dia 2 de julho com uma subida de 4% e um preço de 44,94 dólares por ação. No entanto, a empresa tinha já registado um aumento de 25% no mesmo dia, tendo posteriormente recuado e atingido os 4% previamente mencionados.

Este será o quarto teste de voo realizado pela Virgin Galactic. Neste momento, é a empresa que se encontra na frente desta corrida espacial, que tem como objetivo começar a comercializar viagens espaciais. A empresa já possui cerca de 600 reservas para viagens futuras, sendo que o preço de cada passagem varia entre 200 mil dólares e 250 mil dólares. 

Depois de realizar o seu terceiro teste de voo, a Virgin Galactic afirmou que ainda seriam realizados mais três testes. Inicialmente, o primeiro voo transportaria quatro passageiros para testar a cabine da aeronave, o segundo voo estava planeado para transportar Richard Branson e o terceiro teste iria levar membros da Força Aérea Italiana para realizarem o treino profissional de astronautas. No entanto, esta programação foi alterada após a Administração Federal de Aviação (FAA) ter cedido uma licença para a empresa transportar passageiros, colocando o voo que transporta Branson o próximo na lista.

Por outro lado, também a empresa de Jeff Bezos passou anos a preparar o lançamento dos seus primeiros passageiros. O famoso foguete New Shepard, da Blue Origin, já realizou mais de uma dúzia de descolagens espaciais, tendo o seu lançamento mais recente ocorrido em abril deste ano. No seu primeiro voo, Bezos estará acompanhado pelo seu irmão Mark, pelo vencedor do leilão público de 28 milhões de dólares e pelo lendário pioneiro aeroespacial Wally Funk.

Bob Smith, CEO da empresa privada de construção de aeronaves Blue Origin, afirmou que a aeronave construída pela sua empresa consegue viajar mais alto que a aeronave da Virgin Galactic e ultrapassar a Linha de Kármán (limite do espaço sideral), situada a 100km de altitude, tornando as experiências das duas empresas bastante diferentes.

Autor: Afonso Gonçalves Duarte

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Última notícias

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img