Programa Metamorfose ajudará 50 mil empresas portuguesas

0
26
⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A Associação Business Roundtable Portugal (BRP) e o Instituto Português de Corporate Governance apresentaram esta segunda-feira o programa Metamorfose, uma iniciativa integrada que visa profissionalizar a gestão e a governança das Pequenas e Médias Empresas nacionais. O programa fornecerá apoio a mais de 50 mil empresas, criando condições para o seu desenvolvimento e prosperidade.

António Amorim, CEO da Corticeira Amorim e vice-presidente da Associação BRP afirmou que “A falta de escala e o problema da baixa produtividade do tecido empresarial português são temas que Portugal debate há largos anos e urge uma mudança deste paradigma para que seja efetivamente possível transformar o país e torná-lo mais próspero”.

Vasco de Mello, Presidente da empresa José de Mello e da Associação BRP referiu que “muitas PME, com bom desempenho, chegam a um determinado patamar em que estagnam o seu crescimento” e que esse fenômeno ocorre “ porque o empresário tem dificuldade em tocar todos os instrumentos do seu negócio”. 

Afirmou ainda que o Metamorfose “é um programa ambicioso e pragmático, que irá impactar o tecido empresarial, nomeadamente as PME, de ferramentas para que possam crescer” e revelou o principal objetivo do programa: “dotar as PME das melhores condições para se tornarem grandes e contribuírem para o sucesso económico do país”.

No sentido de alcançar esse mesmo objetivo, o programa foi assente em três ferramentas: um guia de boas práticas, um modelo de pontuação e uma bolsa de conselheiros.

O guia de boas práticas “identifica um conjunto de 68 medidas e recomendações práticas que devem ser adotadas de forma evolutiva pelas empresas tendo em vista a evolução do modelo de gestão e o reforço das estruturas de governance”;

  • O modelo de pontuação, disponível futuramente, permitirá às empresas “medirem o seu grau de maturidade em matéria de governance, conhecerem os seus pontos fortes e fracos, e compararem a sua avaliação com os resultados do setor e com empresas de dimensão ou estágio de maturidade similares”;
  • A bolsa de conselheiros foi constituída pela Associação BRP com mais de 40 quadros superiores e executivos das suas empresas, “disponíveis para desafiar e apoiar as equipas de gestão das PME interessadas em participar, e trazer uma visão externa e independente”.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui