Subida dos preços das commodities está a preocupar China

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A subida dos preços das commodities está a afetar o lucro dos pequenos negócios da China.

Existe um total de 139 milhões de pequenas e micro empresas na China, pelo que estas são as responsáveis pela maior parte do crescimento do PIB, dos empregados e da receita tributária.

Na quinta-feira, dia 27, o bureau de estatística Chinês constatou, apesar das possíveis distorções que a COVID-19 trouxe, que o aumento do lucro industrial desacelerou em relação ao mês anterior. Este desaceleramento deveu-se, nomeadamente, aos elevados preços das commodities.

O custo das matérias-primas medido pelo índice de preços do produtor teve um incremento de 6,8% comparativamente com o ano anterior. Por sua vez, o custo das matérias-primas medidas pelo índice de preços do consumidor (IPC) teve uma subida de 0,9% devido à diminuição dos preços da carne de porco.

A diferença que se fez sentir nestes indicadores teve um impacto negativo na lucratividade das empresas fabricantes, de acordo com Gu Shuangfei, analista de commodities da corretora Nanhua Futures de Hangzhou.

Para fazer face à subida dos preços das commodities, o governo central encontra-se a tentar diminuir o impacto que estes têm na economia através da atribuição de subsídios locais para manter os postos de trabalho. Contudo, a subida dos preços das commodities e o aceleramento da atividade económica, fazem com que as empresas necessitem de obter empréstimos para sustentarem o seu crescimento futuro.

Especulação acerca dos preços das commodities

Os analistas e especialistas nesta matéria acreditam que a subida dos preços das commodities deve-se sobretudo às elevadas expectativas dos investidores sobre o aumento da procura das matérias-primas. Estes analistas entendem que o aumento da procura destes bens está relacionado com a retoma da atividade empresarial e com o apoio do governo através de políticas monetárias menos exigentes.

Cinco agências nacionais chinesas aconselharam as empresas contra o “hoarding” e a manipulação de mercado. Estas especulam que o índice de preços do produtor da China tenha um recorde máximo este ano, no segundo trimestre. É esperado ainda que a grande procura auxilie a suportar o lucro. 

A 9 de junho serão divulgados o IPC e o índice de preços do produtor para o presente mês.

Autora: Joana Marcos

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Última notícias

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img