Serão os comboios a hidrogénio uma forte alternativa ao diesel?

0
94
⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

São apenas seis comboios a hidrogénio que circulam diariamente entre Cuxhaven e Buxtehude, uma linha regional de 130 quilómetros na Baixa Saxónia, até há pouco operada por 15 viaturas movidas a diesel, tornando-se na primeira linha regional do mundo inteiro a ser movida, exclusivamente, por locomotoras a hidrogénio.

O interesse pelos comboios está a aumentar, como alternativa a aviões e automóveis em viagens curtas-médias duração, e o investimento na eletrificação é uma das apostas claras na Europa, para uma Europa que cada vez mais se preza por uma mobilidade mais sustentável.

Esta tecnologia está a ser privilegiada para substituir o diesel que alimenta ainda 20% das viagens de comboios na Alemanha.

Face aos grandes resultados a nível ambiental (e financeiros) que os comboios a hidrogénio têm evidenciado, o grupo industrial francês Alstom planeia construir mais 14 comboios a hidrogénio que terá um custo de 93 milhões de euros.

Em contrapartida deste elevado gasto, este investimento permitirá uma poupança anual de 4400 toneladas de CO2, de acordo com Stefan Schrank, responsável por este projecto da Alstom. 

Estamos muito orgulhosos de poder explorar comercialmente essa tecnologia, isso é algo inédito no mundo”, declarou esta quarta-feira o presidente da Alstom, Henri Poupart-Lafarge .

Um tanque é também o suficiente para cada comboio destes realizar oito viagens diárias (quatro em cada sentido) entre Cuxhaven e Buxtehude em serviço regular e a uma velocidade que pode atingir os 180 km/h. 

Em breve haverá mais, pois os operadores ferroviários começam a confiar nesta tecnologia. Para já, a Alstom está a fabricar mais 27 comboios a hidrogénio para a região de Frankfurt.

Para além desta rota ferroviária, a  Alstom assinou quatro contratos para várias dezenas de comboios, na Alemanha, França e Itália, e não vê a procura a enfraquecer.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui