fbpx

Queda das taxas de juro favorecem ações do setor tecnológico

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Após as desvalorizações com a subida dos juros da dívida e receios de inflação da sessão anterior, as bolsas norte-americanas recuperam das elevadas perdas ontem, dia 29 de Setembro, conseguindo aumentar os principais índices de referência, devido à queda das taxas de juro.

A que se deve este aumento? A resposta está na queda das taxas de juro.

Os índices de mercado, que traduzem o desempenho do mercado de ações, foram valorizados. Dow Jones Industrial Average ($DJIA) conseguiu uma subida de 0,26% para os 34.389,61 pontos, além disso, o Standard & Poor’s 500 ($GSPC)  alcançou um aumento de 0,33% para 4.366,90 pontos, enquanto o  Nasdaq 100 ($IXIC) incrementa 0,46% para 14.614,24 pontos.

Verificou-se uma melhoria nos principais índices, uma vez que as empresas cotadas da área da tecnologia têm um grande impacto nestes índices, e estas beneficiaram com a queda de 20 pontos das taxas de juro das obrigações do Tesouro norte-americanas a 10 anos

Mas porque razão decresceram? As taxas de juro sofreram esta queda, pois a Fed (Reserva Federal norte-americana), anunciou a possibilidade da retirada dos estímulos brevemente, isto é, iria reduzir as compras de dívida. 

Thomas Hayes, da Great Hill Capital, declarou que esta atenuação no mercado teve origem no facto de não se ter verificado um crescimento nas yields – taxas de juro – das obrigações a 10 anos.

Coloca-se agora a questão – “Por que motivo os EUA iriam reduzir as compras da dívida?” – O mistério foi desvendado com o alerta da secretária de Estado do Tesouro, Janet Yellen, que revelou que, no caso de o limite da dívida pública não aumentar, os Estados Unidos deixam de conseguir financiar-se através desta, a partir do dia 18 de outubro. No caso de tal acontecer,  os EUA podem entrar em incumprimento pela primeira vez na história, prejudicando a economia americana severamente.

Por fim, relativamente às empresas cotadas com mais peso na área tecnológica, especificamente, a Apple ($AAPL) e a Alphabet ($GOOG) beneficiaram de aumentos de 0,67% para 142,86 dólares e 0,74% para os 2.743,87 dólares, respetivamente.
No entanto, nem todos os setores viram as suas ações prosperarem, por exemplo, as empresas do setor petrolífero foram umas das que mais sofreram. Foi o caso da empresa ExxonMobil, que é líder da indústria em quase todos os negócios de fabricação de energia e produtos químicos, explorando petróleo e gás natural em seis continentes. As ações da empresa –  Exxon Mobil Corporation ($XOM) – efetivamente apresentaram um decréscimo de 1,27% para 59,16 dólares.

Autor: João Sarilho

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias

Últimas notícias

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img