fbpx

O que é a Web 3.0?

⏱️ Tempo estimado de leitura: 4 minutos

O surgimento da Web 3.0 vai mudar o mundo como o conhecemos, a questão é… o que é? Neste artigo vamos explicar aquela que é considerada a maior transformação tecnológica da nossa geração e as implicações que tem na maneira como os indivíduos vêem e utilizam a internet.  

A evolução da Internet

A World Wide Web é um projeto inacabado e encontra-se em constante mudança. A sua evolução depende das pessoas e do uso que estas lhe dão ou querem dar. Posto isto, desde o seu aparecimento em 1989 a web já passou por 2 fases distintas, que vamos aprofundar já de seguida, e estará a entrar numa terceira fase. De notar que não existe um intervalo de tempo claro relativo à duração de cada fase tendo em conta que estas se sobrepõem e que não se sabe ao certo de que forma vão evoluir. Porém por questões de clareza pode-se dizer que a Web 1.0 durou do início dos anos 90 até meados de 2000 e que neste momento estamos na Web 2.0 a caminhar para a Web 3.0 que deu os seus primeiros passos pouco antes de 2010, com a criação da Bitcoin.

O que são a Web 1.0 e a Web 2.0

Vamos então dar uma vista de olhos às fases prévias da web e entender a sua contribuição para definição do mundo em que vivemos: 

A Web 1.0 também conhecida por “read-only” web é caracterizada pela inexistência de interação entre usuários.  Nesta fase a internet era utilizada apenas com o intuito de obter informação e o utilizador comum consumia essa informação de forma passiva, ou seja, sem poder interagir de forma alguma. Deste modo apenas uma pequena percentagem de entidades tinha poder para criar conteúdo. 

Isto mudou com o surgimento da Web 2.0 e das redes sociais como o Youtube, o Twitter e o Facebook. A Web 2.0 é a versão da internet que a maioria de nós melhor conhece. É a fase em que deixamos de ser meros expectadores e passamos também a criar conteúdo, desde o simples comentário que deixamos num post de um familiar até ao vlog que publicamos numa plataforma de partilha de vídeos. O importante a retirar é que os indivíduos passam agora a ter mais poder numa rede que os permite interagir e colaborar entre si. Porém, todo o conteúdo partilhado por estes indivíduos está sujeito a regras definidas pelas plataformas que por sua vez são detidas por empresas às quais somos obrigados a fornecer os nossos dados pessoais. 

O que é a Web 3.0 e qual é a sua importância

O motivo pelo qual tantas pessoas estão empenhadas em redefinir a Internet como a conhecemos é porque a maioria das plataformas mais usadas atualmente são controladas por um pequeno conjunto de empresas poderosas que lucram com os dados gerados pelos usuários. As plataformas também restringem aquilo que partilhamos, o que significa que na Web 2.0 são as empresas que detêm a maior parte do poder.

O objetivo da Web 3.0 é nada mais nada menos do que a redistribuição desse poder pelas pessoas e a eliminação da necessidade de intermediários. Web 3.0 põe fim às restrições e é essencialmente uma nova maneira dos indivíduos usarem a Internet sem abrirem mão da sua privacidade e dos seus dados pessoais. 

Blockchain, Bitcoin e Ethereum são bons exemplos desta transformação por serem redes descentralizadas que não estão nas mãos de nenhuma entidade específica, mas mantêm a sua credibilidade através do trabalho coletivo e de “protocolos de consenso” universalmente aceites (Exemplo: proof of work e proof of stake). A transferência de riqueza também é um aspeto determinante nesta transformação. Antes estávamos dependentes de instituições financeiras tradicionais e plataformas de pagamento como a Paypal para gerirmos a nossa riqueza. Com as carteiras digitais da blockchain e com aplicações financeiras descentralizadas, o utilizador passa a poder gerir a sua riqueza sem qualquer restrição jurídica e sem ter de monetizar os seus dados pessoais. Aplicações descentralizadas (dapps) que oferecem serviços relacionados com as finanças descentralizadas (DeFi) permitem ao utilizador emprestar, pedir emprestado, investir, transferir e negociar ativos de forma instantânea, sem restrições e em qualquer parte do mundo. 

Estas são algumas das vantagens da Web 3.0, a nova geração da internet que ainda se encontra na sua “fase inicial” apesar de ter evoluído imenso nos últimos anos graças aos avanços tecnológicos e ao alcance do público mainstream. É por isso essencial que o leitor se mantenha atento ao desenvolvimento da web descentralizada e ao papel que esta terá no futuro.  

Autora: Leonor Ramos

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 42,365.00
$ 42,365.00
1.6%
ethereumEthereum
$ 3,232.09
$ 3,232.09
3.24%
binance-coinBinance Coin
$ 477.34
$ 477.34
3.82%
xrpXRP
$ 0.767649
$ 0.767649
1.28%
cardanoCardano
$ 1.59
$ 1.59
12.72%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img