O que deve saber sobre dividendos

0
171
⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O que são afinal os dividendos?

Os dividendos são uma fração dos lucros de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas, como forma de retribuição pelo capital investido. No entanto, nem todas as empresas cotadas no mercado fazem essa mesma distribuição nem lhes é exigido que a façam. A decisão de realizar ou não a distribuição de dividendos é feita em Assembleia Geral de Acionista, todos os anos.

Quais são as principais vantagens?

  • Perdas de valor na cotação da ação podem ser colmatadas com pagamentos regulares;
  • É uma forma de gerar uma remuneração periódica (de certa forma, uma renda fixa) dentro de uma renda tipicamente variável.

Que tipos de dividendos existem?

Existem, fundamentalmente, dois tipos de dividendos:

  • Ordinários, referentes aos lucros da empresa durante um ano ou período específico, tal como um semestre.
  • Extraordinários, repartidos devido a algum evento não recorrente que pode ser, por exemplo, a venda de uma parte da empresa.

Que perfil de investidores opta por investir em dividendos?

Por norma, os investidores em dividendos apresentam um perfil mais defensivo, procurando ganhos a longo prazo, através de um rendimento passivo e regular

Quais são os indicadores mais relevantes a analisar antes de tomar qualquer decisão?

  • Dividendo por Ação representa a quantidade de dividendos para cada ação durante um determinado período de tempo. Pode indicar se a empresa é, ou não, capaz de aumentar os seus dividendos ao longo do tempo.
  • Rendimento de Dividendos (conhecido como Dividend yield) representa o retorno de dividendos do investimento, sendo calculado dividindo o valor do dividendo por ação pelo preço de cada ação. 
  • Payout ratio, correspondente à razão entre os lucros distribuídos sob a forma de dividendos  e os lucros totais. Valores acima de 100% (ou seja, a empresa distribuir mais dividendos do que os lucros obtidos) podem significar insustentabilidade, especialmente se forem recorrentes.
  • Evolução Temporal do Dividendo. O ideal seria a empresa apresentar lucros crescentes ano após ano e, consequentemente, dividendos também crescentes.
  • Dívida / EBITDA representa a razão entre a dívida líquida e os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização. Embora não esteja diretamente relacionado com a distribuição de dividendos, poderá ser importante para avaliar a sustentabilidade da empresa e dos mesmos.

Como e quando são pagos os dividendos?

Após um dividendo ser declarado e através de um comunicado à empresa, os acionistas da respetiva empresa são informados da data em que o que lhes corresponde será depositado na sua conta. 

Isto se os dividendos forem pagos em dinheiro, já que também podem ser pagos em ações adicionais, embora essa prática não seja comum. 

Embora a data do pagamento seja importante, a data designada por ex-dividendo será ainda mais fulcral já que indica que quem proceder à aquisição de ações a partir desse mesmo dia, já não terá direito à remuneração do dividendo.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui