fbpx

O primeiro ETF indexado à Bitcoin foi lançado esta semana

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Após a autorização da Securities and Exchange Commission (SEC), a ProShares, fornecedora de Exchange Traded Funds (ETFs), anunciou o lançamento do Bitcoin Strategy ETF ($BITO).

Desde 2017 que se vê a SEC hesitar em relação a um ETF diretamente relacionado com a moeda, devido a problemas de sobrevalorização, liquidez e custódia. Por isso, este fundo investe em futuros da Bitcoin ($BTC), que, tal como o nome indica, são contratos feitos sobre o preço futuro da Bitcoin. 

Portanto, não é de esperar que o preço e o desempenho deste fundo seja exatamente igual aos mesmos da moeda digital. Pode não ser o que muitos investidores com posições longas na Bitcoin gostariam, mas, para investidores avessos ao risco, é uma forma regulada e mais segura de seguir a especulação do ativo. 

Segundo o comunicado da ProShares, este fundo “oferece aos investidores a oportunidade de conseguir uma exposição à rentabilidade da bitcoin de maneira cómoda, através de uma conta de valores, na qual pode comprar e vender.”

Alguns argumentam que o impacto de um ETF ligado a futuros é atenuado pela adoção de criptomoedas por outras empresas e fintechs. Visto que existem várias formas de obter uma exposição à Bitcoin, os investidores podem preferir comprar instrumentos associados através, por exemplo, da PayPal ($PYPL), Square’s CashApp ($SQ) ou Coinbase ($COIN).

No entanto, na sua estreia, esta terça-feira, o ETF BITO subiu além dos 4,5% para 41,89 dólares em poucos minutos. O volume transacionado foi maior do que o normal para o lançamento de um ETF. Pelo fim da manhã, já se tinham transacionado mais de 700 milhões de dólares. 

Na expectativa desta notícia, a Bitcoin chegou aos 63.337,54 dólares, quase a atingir o seu valor mais elevado, registado em abril, nos 64.895,22 dólares. Vários analistas afirmam que é de esperar um novo pico no valor da Bitcoin ainda esta semana.

Antes de tocar o sino de abertura da New York Stock Exchange, o CEO da Proshares, Michael Sapir, deu uma entrevista à Barron’s. Ao ser perguntado se este será um ETF multimilionário, como o SPDR Gold Shares ($GLD), respondeu: “Ando há tanto tempo neste negócio que não faço previsões. Deixo o mercado falar por si próprio. Como um aparte, uma característica interessante deste ETF estar no mercado é que as pessoas com contas de reforma têm oportunidade pela primeira vez de estarem expostas à Bitcoin”. 

Outra pergunta feita na entrevista foi se a Bitcoin estará no mercado, e em que condições, quando os trabalhadores, hoje nos seus vinte, se reformarem. “A maioria dos peritos sugere uma pequena alocação de criptomoedas. Muitas pessoas pensam que existe um elevado potencial para diferentes criptomoedas, mas certamente não recomendaríamos que uma grande parte da carteira fosse investida em criptomoedas através do nosso ETF ou de qualquer meio.” Acrescentando, “diversificação é a primeira regra do investimento”.

Autor: João Costa Maia

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 47,478.00
$ 47,478.00
16%
ethereumEthereum
$ 3,941.09
$ 3,941.09
13.57%
binance-coinBinance Coin
$ 540.31
$ 540.31
12.71%
xrpXRP
$ 0.782373
$ 0.782373
19.78%
cardanoCardano
$ 1.36
$ 1.36
17.74%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img