O boom do novo mercado das NFTs 

Desde há algum tempo que os olhares de grande parte do mundo se têm virado para as criptomoedas. Recentemente, este mundo atraiu grandes nomes de empreendedores como Elon Musk, Simon Dixon ou Peter Thiel. 

Mas e agora? O que se segue no mundo das criptomoedas?  Que novos bens digitais aparecerão e poderão vir a ter presença diária no nosso dia-a-dia?

Enquanto muitos fundos de investimento e investidores individuais estão focados em estratégias de empresas, como a Tesla, a Microstrategy e a Mass Mutual, que acumulam e compram cada vez mais bitcoin, outros investidores estão virados para uma nova oportunidade – os NFTs (Non-Fungible Tokens). No fundo, os NFTs consistem em ativos digitais que representam um setor diferenciado, que pode incluir obras de arte, colecionáveis de jogos e até mesmo bens imóveis (físicos e virtuais).

No entanto, a opinião divide-se quanto a estes ativos. 

Por um lado, os seus compradores e apoiantes, consideram que os NFTs representam o futuro dos bens colecionáveis e uma economia em expansão, de uma forma segura, na medida em que os seus detentores conseguem provar a propriedade dos bens, através de uma chave única encriptada. Por outro, os seus detratores revelam uma preocupação com a incapacidade dos NFTs de terem uma ação de influência no mercado real, bem como o facto de serem comprados e detidos, em vez de serem comercializados.

De momento, segundo dados recolhidos pela Forbes, o mercado dos NFTs tem um volume de mercado semanal de 8,2 milhões de dólares, enquanto que, em comparação, a Bitcoin possui um volume de transações semanais na ordem dos 500 mil milhões de dólares.

NFTs em Hollywood 

São muitos os exemplos de estrelas que ingressaram no mundo dos NFTs.

Desde o bilionário Mark Cuban, que vende NFTs dos seus tweets por cerca de mil dólares, a Lindsay Lohan a falar de non-fungible tokens com os seus seguidores do Twitter.

Um projeto que espera conseguir a adesão das dos interessados em NFTs é o Ethernity, que tem como objetivo leiloar obras de arte digital com estrelas do crypto world, do desporto e do investimento, com cada peça representada como um NFT

A coleção contém peças de utilizadores tão distintos como a lenda do futebol Paolo Maldini, os gémeos Winklevoss, e o dono da equipa da NBA Filadélfia 76ers, o bilionário Michael Rubin

Lançada por Nick Rose Ntertsas, um dos primeiros investidores em Bitcoin, Ethernity será uma plataforma onde estrelas globais poderão leiloar obras de arte de edição limitada ou qualquer objeto, desde que em forma digital. Os lucros das vendas retribuirão para uma instituição de caridade escolhida pelo promotor/a. Rose diz que já detém 75 obras de arte, apoiadas por celebridades, que se encontram prontas para irem a leilão nas próximas semanas. 

Mas será que os bens intangíveis serão tão desejados como os seus equivalentes físicos?

São muitas as histórias de sucesso recentes que envolveram transações com um valor considerável. 

Uma história de sucesso é a Hasmasks, uma plataforma que leiloa pequenos retratos digitais únicos, sendo que conseguiu angariar 10 milhões de dólares em Ethereum nos primeiros dias de lançamento.

Em Janeiro, um colecionável da série CryptoPunk, considerado como muito raro, foi vendido por 605 ETH, cerca de 762 mil dólares (conversão feita no período da transação).

Outro exemplo, é o do designer gráfico David Rudnick, que vendeu um NFT de uma rosa defeituosa no dia dos Namorados por 10,8 WETH (Wrapped Ether), cerca de 18,6 mil dólares.

Ainda há pouco tempo, encontrava-se em licitação, via Christie’s, a primeira grande casa de leilões a leiloar uma obra de arte digital, a obra do artista Beeple – Everydays: Os primeiros 5000 dias, constituída por 5 mil imagens individuais, criadas todos os dias, sem interrupção, desde maio de 2007 até hoje. Esteve em leilão até ao dia 11 de março.

Qual é o verdadeiro potencial deste mercado?

É extremamente difícil avaliar o potencial do mercado dos NFTs. Assim como poucos acreditavam no crescimento das criptomoedas para os patamares atuais, é sempre difícil prever a evolução de um mercado inovador e existente há tão pouco tempo.

Porém, podemos ir avaliando esse potencial consoante alguns fatores. Concretamente, dependerá da evolução do setor da realidade virtual e aumentada, da especulação criada pelos investidores, e da estabilidade dos preços das unidades monetárias, especialmente de Ethereum.

No entanto, os NFTs simplesmente ainda não demonstraram a sua capacidade de reter valor ao longo do tempo. Outro fator é que existe uma grande facilidade da compra. Contudo,  no que toca à venda, esta é obviamente mais complicada, na medida em que estamos num meio de colecionadores e é necessário que o comprador partilhe do mesmo gosto ou veja potencial no ativo intangível. Além disso, o volume de negócio ainda é comparativamente mais baixo com os restantes mercados digitais, ainda que demonstre um bom ritmo de crescimento. 

Concluindo, só temos de esperar por algo bom e relevante neste novo mercado. Assim como os mercados de criptomoedas nos trouxeram novas possibilidades e oportunidades, também os NFTs têm esse potencial, pelo que devem ser ativos a ficar debaixo de olho nos próximos tempos.

Autor: Daniel Branco | Fonte: Forbes

 

spot_imgspot_img

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias

Artigos Relacionados

spot_img