Jacinda Ardern abandona o cargo de primeira-ministra da Nova Zelândia

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, procedeu ao anúncio de que irá renunciar ao cargo que desempenha, consequentemente confirmando a realização de uma eleição nacional a 14 de outubro de 2023. De salientar que a decisão de Jacinda Ardern, foi recebida com surpresa, tendo esta feito história quando se tornou a chefe de Governo mais jovem do país, ao ser eleita primeira-ministra em 2017 aos 37 anos.

Mandato termina a 7 de fevereiro de 2023

A ainda primeira-ministra, Jacinda Ardern, justificou a sua decisão de abandonar o seu cargo político referindo que “já não tinha mais energia” para o desempenhar da melhor forma. De acordo com o jornal “The Guardian”, o mandato de Jacinda Ardern como primeira-ministra irá terminar a 7 de fevereiro de 2023, contudo a mesma continuará a desempenhar as funções de deputada até às eleições que serão realizadas no final deste ano.

Novo líder do partido eleito a 22 de fevereiro de 2023

Relativamente a quem será o seu sucessor, ainda não está totalmente esclarecido, contudo é de salientar que se encontra marcada uma votação no núcleo do partido para o novo líder a 22 de fevereiro de 2023. Caso não exista ninguém a atingir o nível mínimo de apoio, a disputa pela liderança do partido irá passar para o grupo mais extenso de membros trabalhistas.

Factos particulares do período de Jacinda Ardern como primeira-ministra

Além de ter sido a chefe de governo mais jovem do país, Jacinda Ardern ficou conhecida em termos mundiais não só pela forma como lidou com a pandemia, como também pela forma como enfrentou grandes desastres, inclusive o ataque terrorista a duas mesquitas em Christchurch e a erupção do vulcão White Island.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img