fbpx

India bane todas as criptomoedas

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

No passado dia 23, o governo indiano introduziu uma proposta para garantir a ilegalização de todas as criptomoedas privadas como a Bitcoin (BTC-EUR) e o Ethereum (ETH-EUR). É, contudo, também proposta uma framework para a criação de uma criptomoeda controlada pelo banco central indiano. Assim, o primeiro-ministro mostrou também a sua preocupação em relação às moedas digitais por considerar que “pode estragar os jovens” e por “ serem uma ameaça à estabilidade financeira e macroeconômica do país”.

De acordo com o boletim publicado pelo governo, a proposta vai ser submetida em janeiro e deixa apenas espaço para a criação e exploração da tecnologia por parte do governo e do seu banco central. Desta forma, a decisão é recebida com surpresa, depois de no passado dia 13 o primeiro-ministro ter reunido com líderes da indústria, pois era esperado que o governo adotasse uma posição mais suave em relação ao mercado das criptomoedas. Muitos esperavam que o governo adotasse o estatuto das criptos de meio de pagamento para ativo financeiro, porém a posição radical do governo é vista por muitos como um passo atrás gigante no que diz respeito à evolução tecnológica e financeira do país. 

Posto isto, o mercado cripto indiano viu ganhos de mais de 600% desde que, em abril, o tribunal supremo reverteu uma proposta semelhante, de acordo com o estudo da chainalysis. Estima-se que entre 15 a 100 milhões de pessoas no país usem criptomoedas, com o total do valor investido a chegar ao mil milhões de dólares.

Ainda assim, o impacto da notícia contudo foi pouco sentido a nível internacional, já que a Bitcoin, a mais cara das criptomoedas, subiu 2,4% fechando o dia a 51,172€ na binance. No entanto, nas plataformas indianas como WazirX, a maior plataforma de compra e venda de cripto na índia, todas as moedas sofreram quedas entre os 25 e os 40%. Esta dualidade de preços entre as duas corretoras levou alguns traders fossem capazes de comprar bitcoin a preço de desconto na plataforma indiana e de seguida transferi-la para a binance para vendê-la a um preço muito superior àquele que o compraram, explorando assim uma oportunidade de arbitragem. 

O mercado das criptos encontra-se em total escrutínio por parte do governo desde a sua aparição nos mercados financeiros indianos, em 2013. Depois de em 2018 o governo ter adotado uma medida semelhante que eventualmente foi revertida pelo supremo tribunal, esta nova tentativa de ilegalização reflete mais uma vez a visão conservadora do parlamento e do seu banco central. Assim, a medida segue também os passos da China, depois de em maio ter limitado a mineração de criptos no país e eventualmente ter classificado transações com criptomoedas como ilegais, mostrando contudo vontade de criar uma moeda digital controlada pelo seu banco central. Uma ideia que, contudo, tem vindo a ser estudado por vários bancos centrais, incluindo o europeu. 

Autor: Francisco Sá

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 42,374.00
$ 42,374.00
1.59%
ethereumEthereum
$ 3,231.54
$ 3,231.54
3.44%
binance-coinBinance Coin
$ 476.78
$ 476.78
4.2%
xrpXRP
$ 0.766204
$ 0.766204
1.6%
cardanoCardano
$ 1.61
$ 1.61
13.68%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img