fbpx

Huawei será a próxima grande produtora de autoparts

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Pouco a pouco os gigantes do tech world têm vindo a divulgar os seus planos no que concerne à sua entrada no mercado de automóveis. Depois da Apple e da Xiaomi anunciarem as suas pretensões de iniciar a produção de veículos automóveis, começa a especular-se qual será a próxima, surgindo, entre os principais nomes, a empresa chinesa de equipamentos de telecomunicações – Huawei.

A vasta rede de retalho, a sua experiência em gestão de supply chain e o reconhecimento da marca a nível mundial tornam a Huawei no candidato perfeito para seguir a trend. Porém, apesar destes fatores, a empresa já negou várias vezes a intenção de produzir automóveis, afirmando sim uma pretensão de atingir o topo na área do fabrico de partes automóveis: 

“Eu descobri que a indústria de automóveis necessita da Huawei. Não precisa da marca Huawei, mas sim do nosso conhecimento em tecnologias de informação e comunicação de forma a serem produzidos veículos orientados para o futuro.”  – Eric Xu, chairman da Huawei.

Até agora, a Huawei já garantiu 3 principais clientes de renome, sendo estes o BAIC Group, a Chang’an Automobile e a Guangzhou Automobile Group, vincando assim a sua vontade de disputar pelo mercado com empresas como a Bosch ou a Continental, empresas estas já bastante enraizadas no segmento.

No passado sábado o grupo BAIC apresentou, sob a marca Arcfox, o seu novo modelo de automóvel elétrico denominado de Alpha S. No processo de construção do veículo, a Huawei contribuiu com os seus HI (Huawei inside) systems, incluindo um sistema operativo corrido através do Kirin chip da Huawei, várias aplicações compatíveis com o HarmonyOS, condução automática e, ainda, carregamento rápido e um sistema de rede em cloud.

Apesar de, através do input da Huawei nas suas componentes, o Alpha S ter atingido capacidades de nível L4, ou seja, não requerendo intervenção humana na maior parte das situações, ainda existe grande debate no que toca à sua veracidade uma vez que, por enquanto, estas funcionalidades podem apenas ser utilizadas em situações demo e com um safety driver

Nestas condições, o novo elétrico da Arcfox foi colocado à prova, percorrendo 1000 quilómetros numa cidade movimentada na China sem qualquer intervenção humana, levando Xu a afirmar a sua superioridade em relação à gigante produtora de veículos elétricos Tesla: “Isto seria muito melhor que um Tesla”.

Autor: César Dias Fernandes

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 29,630.00
$ 29,630.00
0.85%
ethereumEthereum
$ 1,967.52
$ 1,967.52
1.41%
xrpXRP
$ 0.413572
$ 0.413572
0.85%
cardanoCardano
$ 0.525476
$ 0.525476
1.9%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img