Greenvolt vai receber 69,95 milhões de euros da Altri para preparar IPO

A Greenvolt está a preparar a entrada na bolsa nacional através de um IPO, decidindo aumentar o seu capital social de 50 mil euros para 70 milhões de euros. Desta forma, o seu capital social passa a estar representado por 14 milhões de ações. É através da Altri que todo este processo é possível, tendo injetado 69,95 milhões de euros na empresa.

A Altri é uma empresa produtora de pasta de eucalipto de referência na Europa. Além disso, gere cerca de 83,65 mil hectares de floresta certificada em Portugal. A Altri é um grupo composto pela Celbi, Celtejo, Caima, Greenvolt e Altriflorestal. Enquanto a Celbi, a Caima e a Celtejo estão associadas à produção de pasta de papel, a Greenvolt dedica-se à produção de energia elétrica a partir de biomassa florestal. Neste momento, o grupo Altri opera em cinco centrais –  Mortágua, Ródão (Celtejo), Constância (Caima) e Figueira da Foz (duas na Celbi). 

Nos últimos meses, a Altri tem vindo a preparar a entrada em bolsa da Greenvolt decidindo realizar o aumento de capital da seguinte forma: “incorporação de reservas livres no valor de 19.950.000,00, com a emissão de 3.990.000 novas ações a distribuir pelos acionistas na proporção das respetivas participações”, segundo o Portal da Justiça. 

Além deste aumento de capital, foi feita em “cash” uma injeção de 50 milhões de euros com a emissão de 10 milhões de novas ações a um valor nominal unitário de 5 euros.

Com este aumento de capital a Greenvolt ficou melhor posicionada para poder entrar na bolsa, para além disso conta com a ajuda do seu novo CEO, João Manso Neto, antigo líder da EDP Renováveis. Para executar o processo relacionado com a IPO da Greenvolt, a Altri contratou a Lazard Asesores Financieros, a Lazard Frères Banque e a Vieira de Almeida & Associados

Foi também conferenciado numa reunião magna no dia 30 de abril, sobre “a possibilidade de proporcionar aos seus acionistas, na proporção das ações representativas do capital social da Altri de que sejam titulares em determinada data a definir oportunamente, a aquisição, por via de uma distribuição de dividendos em espécie/distribuição de bens aos sócios de ações representativas do capital social da Greenvolt”, referiu a Altri.

Autor: João Melo

spot_imgspot_img

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias

Artigos Relacionados

spot_img