Greenvolt constrói cinco parques solares em Portugal

A Greenvolt anunciou esta quarta-feira, em comunicado, estar a construir mais cinco parques solares fotovoltaicos em Portugal, com uma capacidade adicional de geração de energia renovável de até 70 megawatts, que conta com 10 MW já em operação em Cantanhede.

Quem é a Greenvolt e o que faz?

A Greenvolt atua no mercado das energias renováveis, procurando entregar soluções pioneiras que aceleram uma transição energética limpa e justa.

Para além disso, é uma empresa de energia renovável que fornece energia 100% verde por meio de várias tecnologias em várias geografias.

A visão da empresa é dar o seu contributo para um mundo alimentado por energia renovável, perseguindo os objetivos de sustentabilidade, inovação, justiça e independência energética.

CEO da Greenvolt

Chama-se João Manuel Manso Neto e é CEO, Chief Executive Office, da empresa portuguesa de energia sustentável.

Licenciado em Economia pelo Instituto Superior de Economia (1981) e Pós-graduado em Economia Europeia pela Universidade Católica Portuguesa (1982), completou ainda o Curso da “American Bankers Association” (1982), conclusão da componente académica do Mestrado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa e, em 1985, o “Advanced Management Program for Overseas Bankers” na Wharton School – Philadelphia

As novas centrais solares de Portugal

Os cinco parques em fase de construção situam-se no centro e sul do país e juntam-se, assim, ao projeto de Cantanhede que, segundo a nota, terá uma capacidade de alcançar uma produção estimada de 16 gigawatts-hora (GWh) por ano.

Com uma produção anual estimada de 16 GWh, o parque solar fotovoltaico de Cantanhede soma-se a estes cinco projetos em construção, e juntos fazem parte de um pipeline de “243 MW de capacidade, dos quais cerca de 160 MW se encontram em avançado estado de desenvolvimento”.

A Greenvolt detém 50% destes projetos, refere a empresa no mesmo comunicado.

A par da produção de energia a partir de biomassa, a partir de resíduos florestais e resíduos lenhosos urbanos, em Portugal e no Reino Unido, a Greenvolt dá conta de projetos eólicos e solares fotovoltaicos, com atuação em vários mercados europeus e no mercado americano, com um pipeline de 6,7 GW. Destes, 2,9 GW encontram-se em estado avançado de desenvolvimento

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img