Estado regista excedente de 5.253 milhões de euros até setembro

O Ministério das Finanças divulgou, esta quinta-feira, dia 27 de outubro, que registou um excedente de 5.253 milhões de euros até setembro, em contabilidade pública, uma melhoria de 9.945 milhões de euros face aos primeiros nove meses de 2021. Este valor reflete, ainda, uma melhoria do saldo face a 2019.

“Em contabilidade pública, as Administrações Públicas registaram um excedente orçamental de 5.253 milhões de euros até setembro de 2022”, refere o comunicado divulgado pelo executivo, que precede a publicação da síntese de execução orçamental pela Direção-Geral do Orçamento (DGO).

No que se refere a 2019, último período antes da pandemia, o excedente revela uma melhoria do saldo de 2.711 milhões de euros. Assim, também nos é facultado que esta melhoria corresponde a um aumento da receita de 14,9% face ao referido ano, e de 15,5%, quando comparado com o período homólogo do ano anterior.

Em relação à despesa primária, esta aumentou 1%. No entanto, sem considerar os efeitos das medidas covid-19, apresenta uma subida homóloga de 3,4%. Se comparamos com o mesmo período de 2019, estamos perante uma progressão de 11,2%.

Já a despesa corrente aumentou 4,3%. Até ao mês já mencionado, a receita fiscal contributiva cresceu 16,6%, em relação a igual período de 2021, e 15,7%, em comparação com o mesmo período de há três anos.

Para este resultado, contribuiu sobretudo a receita fiscal (20%), especialmente com a recuperação do IVA (+20,7%).

Ao olharmos para o período que decorreu de janeiro a setembro, o investimento da Administração Central e Segurança Social, excluindo as parcerias público-privadas (PPP), atingiu 1.337 milhões de euros. Corresponde, assim, a um aumento de 23,1% face ao período homólogo.

spot_imgspot_img

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias

Artigos Relacionados

spot_img