Empresas de A-Z: Advanced Micro Devices

⏱️ Tempo estimado de leitura: 4 minutos

A empresa Advanced Micro Devices ($AMD) é um dos líderes mundiais na produção e desenvolvimento de componentes para dispositivos eletrónicos, tais como processadores e placas gráficas. É detentora de marcas como a Ryzen e Radeon, muito famosas no universo gaming. Foi fundada em 1969 como uma start-up de Sillicon Valley focada na computação de alta performance e está no domínio público desde 1972, cotada atualmente na bolsa americana NASDAQ. A AMD compete no mercado com empresas de renome como a NVIDIA ($NVDA) e a Intel ($INTC), que apresentam valores de mercado cinco e duas vezes superiores à AMD, respetivamente.

A sua atual CEO é a Dr. Lisa Su, que ocupa o cargo desde Outubro de 2014. Doutorada em Engenharia Eletrónica pelo Masschusetts Institute of Technology (MIT), Lisa tem uma larga experiência no ramo da produção de semicondutores, tendo também sido Vice-Presidente da empresa Freescale Semiconductor Inc e entrando na mesa de diretores da empresa Cisco Systems ($CSCO). Lisa tem sido ultimamente galardoada com vários prémios graças às suas capacidades de gestão de empresas e de conhecimentos no ramo dos semicondutores. A lista completa de prémios recebidos está descrita no website da AMD, bem como a sua biografia. A CEO detém cerca de 2,7 milhões de ações da AMD, representando 0,22% do total de ações da empresa.   

Crise de semicondutores

A atual crise de semicondutores tem tido impacto nestas empresas. Com a descida da oferta e o aumento da procura, devido à contínua evolução da tecnologia, tem havido uma grande necessidade de semicondutores, o que leva, naturalmente, ao aumento dos seus preços. Este facto poderá ter sido um dos motivos pelo qual estas empresas têm valorizado recentemente. No entanto, a crise de semicondutores poderá estar perto do fim, graças ao impulso de empresas Chinesas para aumentar a produção destes materiais, mas por enquanto, a produção mundial de chips tem sido maioritariamente devida à empresa Taiwan Semiconductors Manufacturing ($TSM).

Identificação do “Moat”

A AMD já está bastante consolidada no mercado de gaming e a sua reputação é inquestionável nesse aspeto. No restante mercado de tecnologias, a Intel e a NVIDIA têm uma presença mais forte, o que torna a tarefa da Advanced Micro Devices de conquistar espaço no mercado mais difícil. Para confirmar a existência ou não de um “Moat” nesta empresa, deverá fazer-se um estudo de alguns parâmetros contabilísticos. Na tabela seguinte estão sumarizados os valores das taxas de crescimento dos vários parâmetros nos últimos 10 anos (em percentagem):

Nota: Para compreender melhor os parâmetros aqui avaliados e como foram calculados, consultar esta publicação.

Estes valores foram obtidos através do tratamento de dados presentes nos relatórios “10-k” de vários anos, disponíveis no website quick fs. Calculando as médias a 10 anos e a 3 anos fica:

Apesar de a média a 10 anos do ROIC e dos EPS não ser superior a 10%, que seria o ideal, a média a 3 anos indica um crescimento mais recente. 

Cálculo do valor intrínseco

Para o cálculo do valor intrínseco das ações da Advanced Micro Devices, será usado o mesmo método do descrito na publicação “Como calcular o valor intrínseco de uma empresa”. Segundo o Yahoo Finance obtemos o valor atual dos Earnings per share – EPS, que corresponde a 2,84 dólares. 

A taxa de crescimento estimada dos EPS é, como dito na publicação anterior, relacionada com a taxa de crescimento da Equity. Também se pode usar a taxa de crescimento calculada por analistas, que neste caso é de cerca de 30% segundo o Yahoo Finance. No entanto, usando a estimativa mais conservadora, irá utilizar-se a taxa de crescimento da Equity que corresponde a 21,2%. 

O Price to Earnings – PE futuro estimado pode ser calculado simplesmente como o dobro da taxa de crescimento da Equity, ficando 42,4%. Isto é apenas uma aproximação uma vez que historicamente o valor a do PE é próximo da taxa de crescimento da Equity. .

Tendo como retorno mínimo aceitável de 15% podemos proceder ao cálculo do valor intrínseco. Primeiro estimando o preço das ações da empresa daqui a 10 anos e de seguida fazendo o desconto para o presente ano com o retorno anual de 15%. A seguinte tabela resume a estimativa de evolução dos EPS nos próximos 10 anos:

Multiplicando o valor final de 16,03 pelo PE estimado de 42,4, chegamos ao preço das ações estimado daqui a 10 anos, ou seja, 679,53 dólares.

Descontando 15% a esse valor até ao presente ano ficamos com um valor intrínseco de 169,88 dólares. Sabendo que o preço atual ronda os 111 dólares por ação, este corresponde a uma margem de segurança de aproximadamente 30%.

Apesar de estes números serem boas indicações para o sucesso de um investimento, é preciso ter em atenção que tudo não passa de estimativas e de previsões de futuro que, naturalmente, poderão estar completamente erradas. Para investir é preciso sempre fazer uma pesquisa mais profunda, verificar se a empresa se enquadra nos seus ideais pessoais e se de facto entende o negócio da empresa. Caso alguma destas condições falhe, maiores serão os riscos de um mau investimento.  

Autor: André Azevedo

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Última notícias

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img