El Corte Inglés Portugal aumenta salários dos trabalhadores.

0
73
⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A cadeia espanhola, El Corte Inglês (ECI), que possui duas lojas em Portugal, em Lisboa e no Porto, confirmou a subida dos salários dos trabalhadores portugueses, numa média de 8,93%.

A retalhista espanhola adotou uma medida que abrangeu 75% dos trabalhadores para avaliação de desempenho, tendo aumentado os salários de 2.392 colaboradores de um total de 3.190 pessoas empregadas até à data.

Deste modo, no presente ano os custos com o pessoal aumentaram em mais de 3,5 milhões, considerando apenas os salários base. 

Uma fonte oficial da empresa confirmou que “setenta e cinco por cento dos colaboradores foram elegíveis para avaliação de desempenho. O aumento médio destas pessoas foi na ordem dos 8,93%.”, reforçando que “aumentámos os custos de pessoal em mais de 3.500.000€/ano só em salários base“.

A mesma fonte clarifica que os aumentos se iniciaram em março, mas os empregados avaliados posteriormente receberam retroativos a essa data, o início do exercício fiscal da empresa. 

O que motivou esta alteração?

De acordo com a fonte da empresa “Ao longo dos últimos anos temos vindo a assistir a um crescimento do ordenado mínimo nacional, contudo o mesmo não acontecia (na mesma percentagem) com o resto dos colaboradores que já se encontravam na empresa.”

Assim, esta medida vem no sentido de “reduzir situações de desigualdade …com a atualização de alguns vencimentos”. No entanto, o salário de entrada dos trabalhadores mantém-se o salário mínimo nacional, correspondendo a 705 euros, reforçando que “o esforço financeiro foi ao nível da retenção dos colaboradores” afirmando que “não poderíamos fazer tudo no mesmo ano e, por isso, mantemos como salário de entrada o salário mínimo nacional”.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui