Economia da China recupera no terceiro trimestre

O 20º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (PCC) foi inaugurado às 10h deste domingo no Grande Salão do Povo em Pequim, em sessão presidida pelo primeiro-ministro Li Keqiang. A meta é garantir a unidade para traçar um novo plano para o rejuvenescimento nacional, fazer esforços para criar conquistas históricas e apresentação de resultados referentes à economia da mesma.

E é nisso que vamos focar-nos: na recuperação da economia chinesa

A economia da China registou um crescimento homólogo de 3,9%, no terceiro trimestre do ano, de acordo com dados divulgados esta segunda-feira, assinalando uma recuperação da atividade económica, mas ainda abaixo da meta estipulada por Pequim.

O Banco Mundial, por sua vez, reviu em baixa a previsão de crescimento do PIB da China para este ano, passando de “entre 4% e 5%” para 2,8%”.

Ainda sobre a China, o comércio externo observou um crescimento homólogo de 8,3% em setembro, segundo dados oficiais divulgados esta segunda-feira pela Administração Geral das Alfândegas do país asiático.

A publicação dos dados estava marcada para o dia 18 de outubro, mas o Gabinete Nacional de Estatísticas (GNE) adiou subitamente o anúncio, sem oferecer qualquer explicação, o que suscitou suspeitas entre alguns analistas.

Contudo, nem tudo são boas notícias

Nem tudo são boas notícias para os residentes na China, uma vez que o yuan, a moeda oficial chinesa, está a caminho de ter seu pior ano em décadas, uma vez que está a perder competitividade em relação ao dólar americano. 

Uma moeda fraca assusta os investidores, alimentando a incerteza nos mercados financeiros. Também torna difícil para o Banco Central injetar dinheiro na economia.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img