Computadores Quânticos: uma futura ameaça à Bitcoin?

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

Stephan Thomas é um programador e crypto trader alemão que ficou famoso por perder o acesso à sua wallet, que contém cerca de 265 milhões de dólares em Bitcoin ($BTC) por esquecimento da sua password. Tal problema poderia ter sido resolvido se Stephan tivesse acesso a um computador quântico. Segundo Fred Thiel, CEO da empresa especializada em mineração de criptomoedas Marathon Digital Holdings, poderá vir a ser possível desencriptar crypto wallets na blockchain. 

Estes computadores estão a ser desenvolvidos por diversos governos, como o da China e o dos EUA, e por empresas privadas, como a Microsoft ($MSFT) e a Google ($GOOGL). Apesar de poderem ser úteis na resolução de alguns problemas como o de Stephen, estes computadores podem vir a constituir uma ameaça à privacidade e segurança, já que os seus detentores terão a capacidade de hackear qualquer wallet.  

Neste momento, qualquer login realizado baseia-se em criptografia assimétrica, na qual os utilizadores detêm uma public key e uma private key para poder aceder. Este conjunto permite a criação de uma assinatura digital e assegura a encriptação. No caso específico da Bitcoin, esta assinatura designa-se por Elliptic Curve Digital Signature Algorithm e certifica que a criptomoeda apenas é utilizada pelo proprietário.

Teoricamente, utilizando um computador quântico, que detém uma capacidade de processamento milhões de vezes superior à dos computadores tradicionais, será possível utilizar engenharia reversa para descobrir a private key, forjar a assinatura digital e ter acesso à crypto wallet. 

Desta forma, serão os computadores quânticos uma futura ameaça à Bitcoin? Thorsten Groetker, CTO da empresa Ultimaco, afirma que “as primeiras assinaturas digitais a serem hackeadas serão as de elliptic curves, tais como as que são usadas para as Bitcoin wallets () Mas tal acontecerá apenas se não fizermos nada (…) Existe um problema técnico com uma solução também técnica”, defendendo que devem ser construídos algoritmos que permitam proteger as criptomoedas contra esta ameaça. 

De facto, estes já estão a ser desenvolvidos pelo National Institute of Science and Technology (NIST), que espera apresentá-los até 2024, ainda numa fase embrionária. No entanto, Groetker avisa ainda que, como estas são moedas descentralizadas e não são intervencionadas por bancos, os detentores de criptomoedas terão de ser proativos, transferindo-as das suas antigas wallets para novas que adotem estes algoritmos de proteção, sendo, portanto, provável que alguns acabem por não as mover a tempo e, consequentemente, sejam hackeadas

Este argumento de que ainda existe tempo para a criação de mecanismos de defesa destes futuros ataques é reforçado por Nic Carter, membro fundador da Castle Island Ventures, que também reconhece a ameaça, mas defende que os computadores quânticos ainda estão numa fase muito prematura e que o seu desenvolvimento será gradual e não repentino, pelo que as instituições financeiras e utilizadores terão tempo de se antecipar e tomar medidas para evitar as possíveis fraudes.  

Autor: João Rodrigues

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

bitcoinBitcoin
$ 32,482.00
$ 32,482.00
1.01%
ethereumEthereum
$ 2,072.31
$ 2,072.31
3.83%
binance-coinBinance Coin
$ 289.54
$ 289.54
1.52%
xrpXRP
$ 0.597050
$ 0.597050
3.36%
cardanoCardano
$ 1.18
$ 1.18
0.47%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img