fbpx

Como conseguir identificar um forte “Moat” numa empresa

⏱️ Tempo estimado de leitura: 5 minutos

O que é o “Moat” de uma empresa?

Um “Moat” ou “fosso”, traduzindo para português, refere-se à vantagem competitiva que uma empresa tem perante as restantes empresas do mesmo setor. A palavra “Moat” vem de uma metáfora usada pelo investidor Warren Buffett para explicar a importância da vantagem competitiva de uma empresa em que irá investir. Na alegoria, Buffett compara uma empresa a um castelo que será tão mais forte quanto a sua capacidade de se defender. Para isso, os castelos costumavam ter um fosso em volta das suas muralhas que impedia os invasores de chegar facilmente ao forte. Quanto maior o fosso, ou “Moat”, mais protegido estará o castelo. Da mesma forma uma empresa com uma forte vantagem competitiva estará mais protegida contra os ataques das outras empresas para conquistar uma maior porção do mercado em que competem. O “Moat” é por isso uma caraterística essencial para se poder investir numa empresa, especialmente para investidores de valor.

Tipos de Moats

Existem vários tipos de “Moats” tais como Marca, Secretismo, Controlo de mercado, Dificuldade na substituição e Preços baixos.

Marca (Brand) – Uma Marca forte apoiada por grande investimento em publicidade, torna a empresa numa referência para os clientes, levando-os a permanecer como clientes durante muito mais tempo ou até atrair mais clientes. Empresas como a Coca-Cola($KO), McDonald’s($MCD), Disney($DIS) e Nike($NKE) são bons exemplos de empresas cujas marcas são conhecidas mundialmente e, por esse motivo, têm vantagens competitivas sobre as restantes empresas. 

Secretismo (Secret) – No caso de empresas que se protegem com patentes, estas podem esconder os segredos dos seus produtos, tornando-se impossível copiar e muito mais difícil competir. Empresas como a Pfizer($PFE) ou novamente a Coca-Cola($KO) são bons exemplos de empresas que preservam os segredos dos seus produtos. Quem quiser competir nesses mercados terá de tomar um caminho diferente e desenvolver fórmulas próprias para os seus produtos, tornando a possibilidade de sucesso muito reduzida para a concorrência.

Controlo de Mercado (Toll) – Existem alguns mercados onde os clientes estão dependentes do fornecimento de produtos por parte de poucas empresas. Os setores da energia e dos mídia são exemplos de setores onde as empresas podem aumentar o preço dos produtos sem perderem clientes, uma vez que os clientes não podem obter esses serviços noutro lado. Existem, obviamente, medidas dos governos de cada país que evitam que estas empresas explorem demasiado os seus clientes, mas estas empresas continuam a ter vantagens, por exemplo contra a inflação, uma vez que podem subir os preços sem consequências significativas.

Dificuldade de Substituição (Switching) – Este tipo de Moat está muito presente em empresas como a Microsoft($MSFT) ou a Apple($AAPL) uma vez que é difícil para os seus clientes mudar para a outra empresa e vice-versa, isto porque os seus serviços são complementares entre si. Por exemplo, os produtos da Apple são todos compatíveis entre si, havendo um valor acrescentado das suas funcionalidades com o conjunto dos vários serviços e produtos. Para um cliente mudar para a Microsoft teria de trocar os seus aparelhos por outros com o sistema operativo Windows e esse processo é caro. Isto leva a empresa a garantir a sua base de clientes.

Preços baixos (Price) – Existem empresas que, devido às suas logísticas mais avançadas e fornecedores mais baratos, são capazes de praticar preços mais baixos do que a concorrência. Isto irá atrair mais clientes do que a concorrência, mantendo margens de lucro ainda assim comparáveis com a concorrência. Empresas do setor do retalho como a Walmart($WMT) e a Cost-Co($COST), ou também a Sonae($SON.LS) e a Jerónimo Martins($JMT.LS) são exemplos de empresas que apresentam este tipo de Moat.

Encontrar o “Moat” nos números

Depois de se fazer a pesquisa sobre o negócio da empresa em que pretendemos investir, deve-se confirmar quantitativamente se se verifica que a empresa apresenta um forte “Moat”. Para isso devemos estudar as taxas de crescimento dos seguintes parâmetros:

  • Retorno do capital investido (ROIC – “Return On Invested Capital”)
  • Capital Próprio (“Equity”)
  • Vendas (“Sales” ou “Revenue”)
  • Rendimentos por ação (EPS – “Earnings per share”)
  • Fluxo de caixa operacional (“Operational Free Cash Flow”)

Se cada um destes parâmetros for igual ou superior a 10% por ano nos últimos 10 anos, então estamos na presença de uma empresa com um forte “Moat”. 

Os valores das taxas de crescimento de 10 anos do Retorno do capital investido, das Vendas e dos Rendimentos por ação podem ser encontrados imediatamente na primeira página, referente à empresa escolhida, do website Quick fs. Os restantes parâmetros podem ser encontrados em websites como o Yahoo finance e o MSN Money. No entanto estes só correspondem aos dados dos últimos 5 anos. Para se encontrar os valores para os outros 5 anos, pode-se pagar por uma versão avançada em sites de investimento ou pode-se consultar os relatórios “10-K”, no caso de ser uma empresa norte-americana. Estes documentos encontram-se todos no website Quick fs. Basta seguir as seguintes instruções:

  1. Escolher a empresa que queremos analisar e escrever o seu nome no website Quick fs
  2. Selecionar o pequeno ícone com a legenda “10-K”
  3. Escolher o relatório correspondente ao ano que pretende analisar e clicar em “Documents” no relatório desse ano
  4. Clicar no link correspondente ao tipo de documento “10-K”
  5. No índice do documento que abriu, navegar até aos “Financial Statements”
  6. Aí irá encontrar uma série de tabelas com toda a informação

Nem sempre é fácil encontrar e selecionar a informação necessária, mas, uma vez descoberta a forma de a encontrar, torna-se muito mais fácil, isto porque as empresas costumam manter os mesmos formatos na construção deste tipo de documentos.

Os valores que se encontram nestes documentos nem sempre são convertidos para taxas de crescimento. Desta forma têm de ser calculadas “à mão” (exceto nas versões pagas de websites específicos). Para fazer isso basta aplicar a seguinte fórmula, com o exemplo do cálculo da taxa de crescimento anual dos Rendimentos por ação (EPS):

Esta fórmula é aplicável no cálculo das taxas de crescimento anuais de todos os outros parâmetros.

Conclusão

Embora, tendo todos os parâmetros taxas de crescimento superiores a 10% em 10 anos ,apontando para um forte “Moat”, nada é garantia de um investimento de sucesso. Há mais trabalho de análise para ser feito, como calcular o valor intrínseco, pesquisar sobre os executivos que lideram a empresa e se a empresa tem um modelo de negócio que seja compreensível pelo investidor. Sem esses passos, corre-se muitos riscos e o investidor poderá perder boa parte do seu capital.     

Autor: André Azevedo

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 60,875.00
$ 60,875.00
3.79%
ethereumEthereum
$ 4,168.46
$ 4,168.46
1.88%
binance-coinBinance Coin
$ 481.00
$ 481.00
1.31%
xrpXRP
$ 1.11
$ 1.11
1.15%
cardanoCardano
$ 2.15
$ 2.15
0.37%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img