fbpx

Comércio Social: um negócio bilionário em 2025

⏱️ Tempo estimado de leitura: 2 minutos

De acordo com um estudo realizado pela consultora multinacional Accenture, as compras realizadas através das redes sociais são uma forma de comércio eletrónico que representa, aos dias de hoje, 429 mil milhões de euros (ou 492 mil milhões de dólares), sendo que deverá crescer até à marca de 1 milhar de milhão de euros (ou 1,2 biliões de dólares) até 2025.

Este aumento é cerca de três vezes superior ao crescimento esperado do comércio eletrónico tradicional ao longo do mesmo período. Em 2025, espera-se que o comércio social represente cerca de 17% de todos os gastos em comércio eletrónico, de acordo com o relatório da empresa.

Importa referir que quando falamos em comércio social, falamos de transações feitas exclusivamente no contexto de uma plataforma de redes sociais, como é o caso do Facebook, Instagram, Twitter, entre outras. Para esta estatística não são contabilizadas compras em que o cliente clica num anúncio numa rede social que depois o leva para o site da empresa que o postou.

O relatório, denominado “Why Shopping’s Set for a Social Revolution” (“Porque é que o comércio está pronto para uma revolução social”), foi elaborado com base em inquéritos online feitos a 10.053 utilizadores de redes sociais na China, Brasil, Índia, Estados Unidos e Reino Unido, entre 12 de agosto e 3 de setembro de 2021. Este refere que aproximadamente dois terços (64%) dos utilizadores inquiridos já efetuaram pelo menos uma compra através de uma plataforma de redes sociais. Estima-se que estes 64% se traduzam em cerca de 2 mil milhões de pessoas em todo o mundo. 

De acordo com a Accenture, as faixas etárias mais representadas neste tipo de comércio serão, conjuntamente, os millenials e a geração Z, que constituirão cerca de 62% deste mercado até 2025. O relatório da consultora indica ainda que os millenials representarão cerca de 33% mas a geração Z será aquela cujas despesas irão crescer a um ritmo mais acelerado. 

As pequenas e médias empresas poderão ser as maiores beneficiárias deste crescimento do comércio social, uma vez que cerca de 59% dos inquiridos afirmou estar mais propenso a apoiar negócios mais pequenos através deste meio ao invés de recorrer ao comércio eletrónico mais convencional (websites das empresas).

Autor: João Santos

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoinBitcoin
$ 29,636.00
$ 29,636.00
0.92%
ethereumEthereum
$ 1,978.98
$ 1,978.98
0.38%
xrpXRP
$ 0.414406
$ 0.414406
0.34%
cardanoCardano
$ 0.529543
$ 0.529543
0.98%

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img