• bitcoinBitcoin (BTC) $ 62,821.00 1.37%
  • ethereumEthereum (ETH) $ 3,473.37 1.37%
  • xrpXRP (XRP) $ 0.623813 1.06%
  • cardanoCardano (ADA) $ 0.727600 1.33%
  • dogecoinDogecoin (DOGE) $ 0.141054 0.38%
  • polkadotPolkadot (DOT) $ 9.73 6.58%
  • chainlinkChainlink (LINK) $ 20.56 3.76%
  • uniswapUniswap (UNI) $ 12.78 1.44%
  • bitcoin-cashBitcoin Cash (BCH) $ 470.44 4.46%
  • litecoinLitecoin (LTC) $ 90.85 1.31%
  • stellarStellar (XLM) $ 0.134137 0.36%
  • theta-tokenTheta Network (THETA) $ 2.40 10.87%

China impõe limitações a criptomoedas

A China impõe cada vez mais limitações às criptomoedas. Com as mais recentes restrições impostas ao mercado de criptomoedas na China sobressai cada vez mais a ideia de que apenas os maiores players dentro da atividade de mineração sobreviverão, na medida em que existirá, inevitavelmente, um aumento da competitividade no mercado e menos recursos por onde este possa ser explorado.

“Criar locais com as condições perfeitas para a mineração fora dos mining hubs requer bastantes recursos como capital e uma boa network. Apenas os mais experientes e com maior capacidade financeira serão capazes de tornar esse processo num sucesso.” – Yusan Zheng, investidor em mineração de Bitcoin ($BTC).

Desde a passada sexta-feira, dia 21 de maio, quando o conselho de estado chinês anunciou o crackdown dos negócios de mineração alegando possíveis problemas associados para toda a sociedade, as autoridades têm começado a banir os apelidados mining hubs, levando assim a que os miners mais poderosos tenham começado a pensar em deslocar-se para outras partes do país com maior grau de secreticidade. Isto contribui para uma maior centralização da atividade, colocando os players mais fortes numa posição de controlo e manipulação do mercado e da oferta de cryptos sobre os concorrentes mais pequenos.

Segundo Zheng, é bastante provável que os miners “migrem” para áreas do leste do país onde poderão colocar máquinas de mineração em fábricas ou até mesmo em locais mais privados, como casas de campo, isto leva a um aumento do custo da eletricidade mas proporciona uma oportunidade de manterem as máquinas a funcionar. Será assim um processo onde estes intervenientes terão como principal objetivo tornar a atividade mais discreta fugindo dos mining hubs e dificultando assim a ação que o governo chinês tentará implementar com o crackdown.

Está ainda a ser explorada a possibilidade da transferência das máquinas para fora do país porém, os principais pontos de mineração globais como o Cazaquistão e a Rússia já se encontram em ponto de saturação e os locais disponíveis nos EUA não apresentam, ainda, condições para suportar a maior parte da totalidade das máquinas chinesas. De acordo com Zheng, será então impossível movimentar todas estas máquinas para fora das fronteiras chinesas, deixando como única opção a busca de soluções internas para manter as máquinas a funcionar.

Autor: César Dias Fernandes

spot_img

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
bitcoin

Bitcoin (BTC)

$ 62,821.00
ethereum

Ethereum (ETH)

$ 3,473.37
xrp

XRP (XRP)

$ 0.623813
cardano

Cardano (ADA)

$ 0.727600

Artigos Relacionados

spot_img