Cargueiro Ever Given continua impedido de circular

Praticamente um mês depois do incidente com o cargueiro japonês Ever Given, o navio continua em cativeiro e impedido de circular. Dia 23 de março, o porta-contentores Ever Given ficou preso no Canal do Suez, obstruindo a via de passagem a mercadoria avaliada em cerca de 10 mil milhões de dólares.

Com mais exatidão, 237 navios ficaram quase uma semana retidos, naquele que é o canal que faz a ligação entre o mundo asiático e o mundo ocidental e por onde transita 12% do comércio mundial.

Esses mesmos navios já puderam atravessar o canal, para que as economias por todo o globo pudessem ser abastecidas dos mais variados produtos. No entanto, o Ever Given permanece encarcerado pelas autoridades do canal do Suez, que procuram responsabilizar alguém pelo incidente.

As autoridades egípcias proclamam que foram vítimas de “um grande dano moral, bem como de perdas em taxas de envio e custos de operações de salvamento”. Afirmam ainda que apenas permitirão que o navio volte a navegar, após serem indemnizados pelo grupo Shoei Kisen Kaisha, detentor do porta-contentores, numa quantia avultada de mil milhões.

Enquanto isso, as mercadorias continuam na embarcação e, retalhistas ocidentais esperam impacientemente para ver as prateleiras preenchidas pelos produtos retidos. A bordo do navio, encontram-se 25 tripulantes indianos e a National Union of Seafarers of India a tentar agilizar a partida do navio.

Estes concordam que a SCA (Suez Canal Authority) deve continuar com as investigações, mas não da forma “piratesca” como procedem atualmente.

Autor: Rodrigo Melo

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img