BlackRock: A empresa que controla o mundo neste momento?

Fundada em 1988, a BlackRock ($BLK) é uma empresa de gestão de ativos e investimentos com sede em Nova York, Estados Unidos da América, liderada por Larry Fink. 

Após a crise de 2008, a BlackRock foi contratada pelo governo americano para reestruturar e “limpar” gigantes financeiras como a AIG, Fannie Mae, Freddie Mac, entre outras. Por outras palavras, Larry Fink foi contratado para ser o gestor do bail out de Wall Street, mesmo sendo a BlackRock uma das maiores acionistas das mesmas empresas que estavam a ser bailed out, fazendo assim de Fink um dos homens mais poderosos na economia pós-crise.

Mais recentemente, a BlackRock foi novamente contratada pelo governo para gerir o esquema de compra de bonds, por parte da Reserva Federal, a empresas que tinham demasiadas dívidas acumuladas para sobreviver à pandemia. 

Porque é que a BlackRock é tão pouco falada mesmo com todo este poder? 

Larry Fink passou os últimos 33 anos a trabalhar para que a BlackRock se tornasse a maior gestora de ativos no mundo, com mais de 9 triliões de dólares sob gestão, dinheiro esse que vem principalmente de sovereign wealth funds, bancos centrais, universidades, empresas da Fortune 500 e milhões de investidores individuais.

A BlackRock é uma das principais acionistas de muitas das maiores empresas cotadas em bolsa, como a Apple ($AAPL), do qual detém 6,22%, a Microsoft ($MSFT), com 6,73%, a Facebook ($FB), com 4,24%, e até mesmo bancos como Wells Fargo ($WFC), com 4,44%, e JPMorgan Chase ($JPM), com 4,31%, à data de 22 de agosto de 2021.

A BlackRock tem estatísticas impressionantes, já que em 2010 foi reconhecida por muitos como a instituição financeira mais influente do mundo e em 2014 a empresa já tinha cerca de 4 triliões de dólares sob gestão. 

Em 2020, a empresa foi aprovada pelo governo chinês para criar um mutual fund na China, fazendo assim da BlackRock a primeira gestora global de ativos a receber luz verde do país para iniciar as suas operações. 

A BlackRock também detém ações em empresas por toda a Europa em indústrias como a energia, petróleo, transportes, comida e, claro, finanças. 

Apesar do tamanho desta ser impressionante, o seu sistema de avaliação e gestão de risco, Aladdin, não fica atrás. Aladdin é composto por uma rede de mais de 5.000 computadores, que a BlackRock utiliza para monitorizar milhões de trades diárias e analisar o portefólio dos seus clientes 24 horas por dia.

Hoje em dia, Aladdin é o sistema central de muitas das maiores empresas de investimentos e, para a BlackRock poder fornecer este serviço, estas empresas tiveram que permitir o acesso a informação e dados confidenciais de bancos, seguradoras e outras instituições importantes por todo o mundo. Através do seu sistema, Aladdin, a BlackRock supervisiona mais de 21 triliões de dólares em ativos de apenas um terço dos seus 240 clientes.

Esta é a BlackRock, que muitos consideram a instituição financeira mais importante do mundo, a maior empresa de shadow banking e, talvez, a empresa que controla o mundo.


Autor: Diogo Trindade Monteiro

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img