Big tech abandona escritórios em Londres e Europa.

A pandemia veio evidenciar a importância de um equilíbrio entre o trabalho e o tempo pessoal. Com a conciliação do trabalho remoto e o tempo familiar, os trabalhadores tiveram que adaptar métodos para restringir a sua ligação fora de horas. Porém, muitos deles parecem contentes e um regime hibrído entre as deslocações aos escritórios e o trabalho remoto, é a preferência dos trabalhadores. 

Abandono dos escritórios

De acordo com o Financial Times, a Alphabet, Facebook as empresas de software estão a abandonar os seus escritórios como um método de redução de custos. Com o abrandamento económico previsto, as big tech firms reportam que não irão renovar os seus contratos de arrendamento para o próximo ano em Londres e Dublin, onde várias empresas norte-americanas alocam as suas atividades. 

Com a queda dos seus stock prices no decorrer do último trimestre, a redução de cutos é uma prioridade para as empresas do setor tecnológico, sendo que são as que registam uma taxa de ocupação de escritório mais reduzida em comparação com os restantes setores. 

Os trabalhadores encontram-se relutantes com o regresso aos escritórios em regime full time. O conforto do seu espaço em casa cativa a prática do remote work e segundo os vários gestores, a confiança é um fator chave para que o trabalho seja realizado com os mesmos padrões de excelência e eficiência. 

Taxa de ocupação do escritório de 1.4 dias

De acordo com a Advanced Workplace Associates (AWA), a taxa de ocupação situa-se agora em 1.4 dias por semana no escritório, o que compara com os 3.8 dias por semana em escritório em período pré-pandémico. O estudo utiliza como amostra cerca de 36 escritórios em 12 países e representa 27 mil trabalhadores, referindo que a média de ocupação situa-se nos 27 pontos percentuais, atingindo 35% de ocupação a meio de cada semana de trabalho.

Modelo híbrido passa a ser um requisito dos trabalhadores

O modelo híbrido passa a ser um requisito dos vários trabalhadores e passa também a constar como um benefício prestado pelas entidades. Uma cultura organizacional clara e com objetivos semanais consegue suportar um regime desta complexidade e dessa forma, as tecnológicas aproveitam para alocar capital em outros projetos, promovendo um work-life balance eficiente para os seus trabalhadores. 

A Google, por exemplo, planeia evacuar os seus escritórios no próximo ano em Londres, mais especificamente em Belgrave House

Segundo a Meta, parente da Facebook, os anos anteriores demonstraram a possibilidade de trabalhar fora do escritório com mais eficiência sobre o plano de operações. A flexibilidade oferecida aos trabalhadores através do trabalho remoto é totalmente do agrado dos mesmos.

A capacidade de poder trabalhar a partir de qualquer parte do Mundo é um dos fatores mais motivadores para os funcionários, que aproveitam para descobrir outras realidades ao mesmo tempo que desempenham as suas funções.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img