Bank of America: Lucros de 6,6 mil milhões no terceiro trimestre de 2022

Uma recessão económica é um cenário que pode vir a ser verificável no início do próximo ano. Apesar dos norte-americanos estarem melhor preparados para uma possível crise em relação à paralisação económica sentida em 2008, a situação económica do país é séria e os ganhos com as operações de banca de investimento caíram 46% para 1,2 mil milhões de dólares por causa do aumento da incerteza económica.

No entanto, o Bank of America divulgou os resultados relativos ao terceiro trimestre de 2022, tendo registado um aumento de receitas equivalente a 7,45%, que ultrapassaram a marca dos 22,8 mil milhões de dólares no terceiro trimestre de 2021 para 24,5 mil milhões de dólares no mesmo período deste ano.

Por outro lado, o net income (resultado líquido) verificou uma queda de 7,8% em relação ao período homólogo, passando de 7,7 mil milhões de dólares para 7,1 mil milhões de dólares.

O banco norte-americano apresentou um aumento homólogo de receitas provenientes do trading no valor de 4,1 mil milhões de dólares, acima dos 3,81 mil milhões de dólares esperados pelos analistas.

Ainda em relação ao levantamento de resultados realizado pelos analistas, os ganhos por ação superaram o previsto, atingindo um valor equivalente a 81 cents per share comparando com o valor esperado de 77 cents per share tendo em conta os 6,6 mil milhões de dólares de lucros (sem interesses minoritários) nos três meses (até setembro).

Perante estes resultados, é possível afirmar que a política monetária restritiva iniciada pelo Federal Reserve (Fed) está a ter um impacto positivo sobre as receitas do banco, tendo este a capacidade de gerar mais profits sobre a sua conta de clientes, através dos depósitos e empréstimos até agora efetuados. O aumento das taxas de juro, à semelhança do que acontece em Portugal, está a diminuir o poder de compra dos consumidores, reduzindo progressivamente a sua capacidade de consumo e tendo estes que optar por uma estratégia financeira mais defensiva.

Em nota à imprensa, o CEO Brian Moyninhan, destaca que, enquanto entidade bancário, “continuamos a ver um forte crescimento de clientes em todos os nossos negócios, com o aumento da atividade por cliente ajudando a aumentar a receita em 8%”. Segundo o banqueiro, este destaca a manutenção de elevados valores dos depósitos. Os depósitos totais somaram 1,94 mil milhões de dólares. Os créditos totalizaram 1,03 mil milhões de dólares, com subida homóloga de 12%. 

Como forma de conclusão, Brian Moyninhan terminou mostrando-se satisfeito com a manutenção de um CET1 ratio mínimo positivo em 49 pontos base, rácio importante para avaliar a capacidade de gerar receitas perante os ativos detidos pela instituição, e agradeceu a contribuição de todos os seus colaboradores e investidores dados os resultados obtidos.

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img