Apple define prazo para funcionários retornarem ao escritório 

spot_imgspot_img

A Apple ($AAPL) definiu o prazo para que seus funcionários retornem ao escritório. A empresa exigirá trabalho presencial ao menos três dias por semana a partir do dia 5 de setembro. O anúncio foi realizado pelo CEO, Tim Cook, na última segunda-feira, 15 de agosto.

Os trabalhadores deverão atender presencialmente o trabalho às terças, quintas e em um terceiro dia que será determinado por equipas individuais. A nova política entrará em vigor primeiramente no Vale do Silício e depois se espalhará para os outros escritórios alocados pelo mundo. 

A gigante da tecnologia, que possui sede na Califórnia, estava desde junho de 2021 a tentar trazer seus funcionários de volta ao escritório, entretanto, os surtos do vírus Covid-19 acabaram por forçar a empresa a adiar os planos. Até o momento, exigia-se trabalho na forma presencial apenas dois dias na semana.

A nova política foi anunciada semanas depois de a empresa abandonar seu mandato de uso de máscara em áreas comuns do escritório, sendo que esse requisito já havia sido removido em mesas individuais há vários meses. A Apple tem sido uma das empresas de tecnologia mais rigorosas quanto à política de trabalho presencial. Outras companhias como a Microsoft ($MSFT), Amazon ($AMZN) e Google ($GOOG), têm sido mais abertas ao modelo de trabalho em home-office.

As medidas de retorno foram decididas após, na última semana, os centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA flexibilizarem as recomendações sobre o Covid-19. 

O momento é atarefado para os funcionários da Apple, visto que a empresa se prepara para um evento em setembro para anunciar o iPhone 14, novos Apple Watch e atualizações dos Macs e iPads

spot_imgspot_img

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Últimas notícias

Subscreve a nossa Newsletter

Com o resumo das nossas notícias
spot_imgspot_img

Artigos Relacionados

spot_img