Adidas vende Reebok por 2,1 mil milhões de euros

A empresa alemã Adidas ($ADDYY) vendeu a Reebok ao grupo americano Authentic Brands Group (ABG). Em 2006, esta tinha sido adquirida por um valor de 3,1 mil milhões de euros. Prevê-se que a maioria do valor de venda seja pago no primeiro trimestre de 2022, de acordo com o “El País”.

“A Adidas anuncia que chegou a um acordo definitivo para vender a Reebok ao Authentic Brands Group por um preço total de 2.100 milhões de euros, dos quais a maior parte será paga em dinheiro no fecho da operação e o restante, consistindo de um preço diferido e variável“, indica o comunicado, que “pretende dividir a maior parte do dinheiro que recebe da operação com os seus acionistas”.

O CEO da famosa marca alemã, Kasper Rorsted, disse acreditar que, com esta venda, a Reebok “estará bem posicionada para o sucesso a longo prazo”. “Quanto à Adidas, continuaremos a concentrar os nossos esforços na execução da nossa estratégia “Own the Game”, que nos permitirá crescer numa indústria atrativa, ganhar quota de mercado, e criar valor sustentável para todos os nossos stakeholders“, adicionou. Afirma ainda que “a Reebok tem sido uma parte valiosa da Adidas e somos gratos pelas contribuições que a marca e a sua equipa deram à nossa empresa”.

No caso do fundador e CEO da Authentic Brands Group (ABG), Jamie Salter, afirmou ser uma “honra” ficar responsável de “conduzir o legado da Reebok”. “Este é um marco importante para a ABG e estamos empenhados em preservar a integridade, inovação e valores da Reebok”, acrescentou.

É importante salientar que no ano anterior à pandemia, as vendas da Reebok atingiram um valor de 1,74 mil milhões de euros, o que representa cerca de 8% das receitas da Adidas. Porém, na primeira metade de 2020, houve um prejuízo de 58 milhões de euros, enquanto que no mesmo período de 2021, houve um lucro de 157 milhões de euros.

Em comunicado, a Adidas afirmou ainda que a venda não teve impacto nas suas perspetivas financeiras para este ano ou para os objetivos estabelecidos na estratégia a cinco anos, anunciada no mês de março.

Em 2006, com o intuito de competir com a rival Nike ($NKE), Adidas comprou a marca desportiva americana Reebok, por um valor de 3,1 mil milhões de euros. Porém, o fraco desempenho não correspondeu às expectativas, levando a diversos conselhos de inúmeros investidores a apelarem a empresa alemã a vender a marca.

Autor: Pedro Vicente

DEIXA UM COMENTÁRIO

Por favor, envie o comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

spot_imgspot_img

Últimas notícias

Receba o ebook "Os primeiros investimentos" GRATUITAMENTE

Basta carregar no botão abaixo

Artigos Relacionados

spot_imgspot_img